sexta-feira, 5 de abril de 2013

SURTO DE DENGUE EM BH: REGISTRO MÉDIO DE 86 CASOS TODOS OS DIAS

Reações: 
Moradores reclamam que postos de saúdes da capital vivem cheio e há demora no atendimento (Maria Tereza Correia/EM/D.A.Press)   Mesmo com o aumento dos mutirões e das ações para combater a dengue, o número de pessoas infectadas pela doença em Belo Horizonte não para de crescer. Em apenas uma semana, houve um aumento de 2.433 casos, saindo de 5.760, para 8.193, registrados até esta quinta-feira. Em média, 87 moradores são contraem dengue na capital mineira por dia 87.
   A preocupação aumentou na última semana quando duas mortes foram confirmadas em BH. Trata-se de uma mulher de 58 anos, que estava internada no Hospital de Pronto-Socorro João XXII, e outra, de 53 anos, que ficou no Hospital Municipal Odilon Behrens.
    A Regional Norte continua liderando o número de casos, com 1.745 confirmações, seguida pelas regionais Nordeste, com 1.528 e Venda Nova, que registra 1.145 casos. Os números ainda podem aumentar, já que outros 22.005 notificações ainda aguardam resultado de exames.
    Balanço divulgado nesta quinta-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) mostra que nesses primeiro meses de 2013 o número de casos no Estado já chega a 43.119 superando os registros em 2012 e 2011. Em relação ao ano passado, a doença já contaminou mais que o dobro de pessoas. Ao todo, 37 mortes foram computadas. Porém o número pode ser maior, já que, dois óbitos registrados em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, no início da semana, ainda não foram incluídos.
    Para tentar conter o aumento da dengue, o governador Antonio Anastasia (PSDB) anunciou a contratação de 2 mil agentes de saúde que vão continuar visitando as casas no estado para identificar e combater os focos do mosquito. O governador ainda determinou que haja interação entre órgãos de defesa civil do estado e municípios em casos de situação de gravidade em cada cidade. O governo vai investir cerca de R$ 40 milhões em ações de combate a dengue como teste rápido, aumento das unidades de hidratação, fumacê e distribuição de água sanitária para limpeza de imóveis.
Via: Em.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário