quinta-feira, 25 de abril de 2013

PRISÃO DE ARAÚJO MARQUES ENVOLVE DESVIOS DE CERCA DE R$ 33 MILHÕES

Reações: 
ALÉM DO EX-PREFEITO DE JIJOCA, 
OUTRAS 8 PESSOAS FORAM PRESAS PELA PF
   O ex-prefeito de Jijoca de Jericoacoara, Araújo Marques, e outras oito pessoas foram presas nesta quinta-feira, 25, por fraudes em processos licitatórios do Município. Os mandados de prisão foram resultado de operação conjunta do Ministério Público do Estado, Polícia Federal e Controladoria Geral da União (CGU), deflagrada após a Câmara Municipal de Jijoca abrir Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as fraudes. O valor total dos desvios soma cerca de R$ 33 milhões. Segundo o promotor de Justiça de Jijoca de Jericoacoara, Paulo Henrique de Freitas Trece, a fraude envolvia empresas ligadas a Assessoria Contábil Municipal (Ascom), que concorriam entre si e ganhavam praticamente todas as licitações do Município. As fraudes ocorreram durante a administração de Araújo Marques, entre 2009 e 2012. 
   Foram cumpridos ainda 11 mandados de busca e apreensão, que coletaram computadores, documentos e licitações. Além de Araújo, integravam o esquema o presidente da Comissão de Licitação de Jijoca na gestão passada, Antônio Fernando Cisne (atual presidente da Comissão de Licitação de Martinópole); pelo sócio-proprietário da Ascom, Bartolomeu Bezerra de Souza; e por outras cinco pessoas da família do empresário. As investigações começaram em 2012, a partir da abertura de uma CPI na Câmara Municipal de Jijoca e peças de informação da Polícia Federal. Os presos responderão, de acordo com suas participações, pelos crimes de fraudes em licitações públicas, desvio de verbas públicas e por formação de quadrilha ou bando.

Com informações do O Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário