domingo, 27 de janeiro de 2013

GINÁSIO JÁ RECEBEU 232 CORPOS DE VÍTIMAS NO INCÊNDIO, DIZ POLÍCIA

Reações: 
Parentes de vítimas se aglomeram em frente ao Hospital de Caridade de Santa Maria (Foto: Jean Pimentel/Agência RBS)
(Foto: Jean Pimentel/Agência RBS)
   O ginásio do Centro Centro Desportivo Municipal de Santa Maria já recebeu 232 corpos, segundo a Brigada Militar. Este é o número que está sendo divulgado pelas autoridades como oficial, depois da primeira informação de que havia 245 vítimas. Entre os mortos, há 120 e 112 mulheres. As famílias ainda estão no local fazendo o reconhecimento.
   A expectativa, no entanto, é de que o número possa aumentar, já que ainda há 116 feridos em atendimento em hospitais da região. “Confirmamos até agora 232 mortes. São 120 homens e 112 mulheres. Algumas pessoas ainda estão sendo removidas do hospital, o que deve aumentar o número de mortes”, diz o coronel Jaime Garcia, comandante do CRPO Central.
  Segundo informações preliminares, o fogo teria começado por volta das 2h30, depois que o vocalista da banda que se apresentava teria feito uma espécie de show pirotécnico, usando sinalizador.
   As faíscas teriam atingido a espuma do isolamento acústico no teto da boate e iniciado o fogo, que se espalhou em poucos minutos.
   O incêndio provocou pânico entre os presentes, e muitas pessoas não conseguiram acessar a saída de emergência.
   A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham no local em busca de mais informações sobre as circunstâncias da tragédia.
   Uma força-tarefa está sendo feita para identificar os corpos. Às 13 horas deste domingo, 229 corpos haviam sido colocados um ao lado do outro para a identificação, segundo a delegada Elisabeth Shimomura.
   Os corpos das vítimas foram levados ao Centro Desportivo Municipal de Santa Maria. Aos poucos, os familiares estão sendo liberados em grupos para reconhecer as vítimas. Muitas pessoas que estão recebendo a notícia têm se desesperado, precisando de atendimento psicológico e médico no local.
   Cães farejadores foram enviados à boate onde ocorreu a tragédia para tentar localizar outros corpos, mas por enquanto o número se mantém em 245.
   O número de pessoas que estavam na boate ainda não foi confirmado. A festa reunia estudantes da Universidade Federal de Santa Maria, dos cursos de Pedagogia, Agronomia, Medicina Veterinária, Zootecnia e dois cursos técnicos.
   Elisabeth Shimomura disse, em entrevista à GloboNews, que a prioridade é identificar corpos e contar o número total de vítimas. A investigação vai ficar a cargo da 1ª Delegacia de Polícia de Santa Maria. Testemunhas já estão sendo ouvidas.
   O Ministério da Justiça ofereceu a Força Nacional para auxiliar no trabalho. Peritos da Polícia Federal poderão ajudar a avaliar o local e atribuir responsabilidades pelo incêndio.
Via: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário