quinta-feira, 14 de março de 2013

INSEGURANÇA PREOCUPA ESTUDANTES EM SOBRAL

Reações: 

   A Segurança Pública foi motivo de debate na Câmara de Vereadores  de Sobral na última terça. A reunião atendeu a um pedido feito pelo vereador Paulo Vasconcelos. O clima de insegurança assusta principalmente universitários que estudam no turno da noite e que precisam passar por trechos sem iluminação.
   O debate foi aberto apresentando os últimos casos ocorridos em Sobral: a falta de estrutura do prédio da Delegacia Civil; e o número de policiais militares, considerado pequeno para uma população que se aproxima dos 200 mil habitantes.
  Os universitários que se dirigem para a Universidade Estadual Vale do Acaraú, no campus Betânea, temem o trecho em que devem passar pela Lagoa da Fazenda. No mesmo dia da reunião, a estudante Erinilce Coelho foi assaltada.
  De acordo com a estudante, o fato aconteceu por volta das 20h20, num trecho mais escuro e com mato no trecho. "Por infelicidade foi lá que agiram. Não tinha ninguém perto, quem estava na frente ia muito longe, e atrás quando me virei, não havia ninguém. Dois caras de bicicleta me fecharam. Eu não vi arma e nem deu tempo. Um ficou me segurando por trás e o que estava na frente puxava minha bolsa e apertava meu braço com força", conta.
  De acordo com a universitária, eram dois homens fortes, que pediram o telefone celular. "Eu neguei que tinha, e no fim eles puxaram minha bolsa. Mas, a pior parte foi no final, quando ainda me apalparam nos bolsos de trás atrás de algo".

Rotina
   Ela conta ainda que o fato é corriqueiro para os alunos. "No ano passado, aconteceu uma tentativa de furto, em que os criminosos perfuraram, a golpes de faca, um estudante que tentou reagir. Na outra semana, repetiu-se a mesma cena, só que dessa vez com uma mulher, com quem, felizmente, não ocorreu nada muito grave".
  Também na noite da reunião, um posto de gasolina que fica na Avenida Senador Ermírio de Morais, próximo a cervejaria Nova Schin, foi assaltado por um individuo armado com um revolver e sem proteção no rosto. O fato foi registrado pela câmera de segurança do local.
  De acordo com o Coronel Gilvandro Oliveira, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, o contingente na região só conta com 250 policiais, para atender Sobral e outros municípios próximos. Para um policiamento mais efetivo, seriam necessários pelo menos mais 80 homens.
Fonte: Dn

Nenhum comentário:

Postar um comentário