sexta-feira, 1 de março de 2013

GRENDENE CONSTRUIRÁ MAIS UMA FÁBRICA EM SOBRAL ATÉ AGOSTO

Reações: 
Projeto demandará desembolso de R$ 60 milhões e ficará pronta em agosto
   Após ano de resultados recordes, a fabricante de calçados Grendene decidiu tirar da gaveta projeto de uma nova fábrica de sapatos em Sobral, que demandará desembolso de R$ 60 milhões e ficará pronta em agosto, com capacidade para produzir 40 milhões de pares ao ano.
   O projeto compõe o orçamento de investimentos da Grendene para o ano - entre R$ 120 milhões e R$ 140 milhões. Já estava previsto em 2010, mas ficou engessado em 2011 devido à retração da indústria calçadista no período. Os investimentos mais altos fizeram a Grendene reduzir de 75% para 65% a fatia do lucro destinada à distribuição de dividendos em 2013.
   Pelo menos para a Grendene, a situação mudou no ano passado. A companhia conseguiu ampliar em quase 28% sua vendas brutas, para R$ 2,35 bilhões. Dona das marcas Melissa, Ipanema e Rider, entre outras, Grendene ganhou participação de mercado e aumentou a sua rentabilidade operacional (margem Ebitda) em 6,4 pontos percentuais, reflexo de melhoria nos processos de produção e diluição de despesas operacionais.
   O ganho líquido alcançou R$ 429 milhões no ano, alta de 40,5%, o melhor desempenho da empresa desde a sua abertura de capital em 2004, diz Francisco Schmitt, diretor financeiro e de relações com investidores da Grendene. A calçadista fabricou 185 milhões de pares em 2012 e chegou perto da sua capacidade máxima - 200 milhões de pares. "Em alguns meses já estamos com dificuldade de entregar. Estamos nos preparando para o pico de fim de ano", diz Schmitt.
   A Grendene tem mais sete fábricas em Sobral, duas no Crato (CE), duas em Fortaleza (CE) e uma outra em Teixeira de Freitas (BA), a mais recente construída pela empresa, em 2007.
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário:

Postar um comentário