sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

SKYPE É ACUSADO DE GUARDAR CONVERSAS ILEGALMENTE E VIOLAR A PRIVACIDADE DE USUÁRIOS

Reações: 

  Organizações não-governamentais afirmaram nesta quinta-feira (24) em carta aberta que o software Skype, de propriedade da Microsoft, grava e armazena em seus bancos de dados conversas de seus usuários. A carta, escrita pelas ONGs Repórteres Sem Fronteiras e Greatfire.org, afirma que a direção do serviço não informa os motivos pelos quais intercepta e salva as conversas dos usuários.
  "O Skype é uma plataforma de comunicação por voz, chat e vídeo com mais de 600 milhões de usuários ao redor do mundo, tornando-a efetivamente a maior companhia de comunicação do mundo. Muitos de seus usuários confiam no Skype para terem conversas seguras - muitos são ativistas que operam em países governados por regimes autoritários, jornalistas com fontes sensíveis, ou usuários que desejam conversar em particular com colegas de trabalho, familiares e amigos", afirma um trecho do documento publicado pelas ONGs.
  A carta tem como principal objetivo alertar os usuários sobre os possíveis usos para espionagem de serviços como o Skype e entender os motivos pelos quais é realizado o armazenamento dessas conversas. E os órgãos também pretendem questionar a Microsoft sobre a sua possível relação com a versão chinesa do software, o TOM-Skype.
  Os ativistas, que citaram no documento o TOM-Skype, questionam a empresa responsável pelo serviço se o governo chinês tem acesso às conversas gravadas e aos dados dos usuários. Além disso, o texto ainda afirma que a versão chinesa do software possa ser equipada com um recurso que seria capaz de filtrar palavras que o governo asiático considera inadequadas.
Canal Tech

Nenhum comentário:

Postar um comentário