quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

NOVA LEI SECA: NÚMEROS DE PRESOS EM FLAGRANTE CRESCE 670% NO NATAL

Reações: 

  Apesar do endurecimento da lei seca neste fim de ano, o número de mortos e feridos em acidentes nas estradas estaduais e federais de São Paulo permaneceu estável no feriado de Natal. Entre os dias 21 e 25, 51 pessoas morreram e 804 se acidentaram. No mesmo período do ano passado, foram 50 mortos (variação de 2%) e 811 feridos (diminuição de 0,8%).
  Os acidentes, porém, caíram 17,3% no Natal. Foram 1.356 ocorrências neste ano, contra 1.641 no mesmo período de 2011.
  A Polícia Rodoviária Estadual, responsável pela maioria das estradas paulistas, atribui o número de mortes à imprudência dos motoristas. De acordo com as estatísticas da corporação, 19% das mortes (10 casos) ocorreram em acidentes com colisões frontais, durante tentativas de ultrapassagem.
  Apesar de representar apenas 4,8% da malha viária do Estado, as rodovias federais registraram 19% das mortes do feriado. O acidente mais grave aconteceu na Rodovia Régis Bittencourt, com três mortes e 12 feridos - sete em estado grave. O caso ocorreu no dia 24 na cidade de Cajati.
  Bêbados. Com a lei seca mais pesada, que prevê multa de R$ 1.915,10 e aceita até testemunhos como prova de embriaguez ao volante, houve aumento de 670% nos presos em flagrante. Foram 77 detidos, contra 10 no ano passado. Já os autuados por dirigirem alcoolizados foram 274, um aumento de 67% em relação ao ano passado, com 164. Nas estradas federais, foram nove presos em flagrante e 23 autuados após realizar o teste do bafômetro.
  Segundo o balanço da PM que abrange também áreas urbanas do Estado, do dia 21 até ontem, 220 condutores foram autuados por beber ao volante e outros 38 foram detidos por embriaguez ao volante.
Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário