quinta-feira, 28 de junho de 2012

GOVERNO VAI DISPENSAR RECEITA PARA PÍLULA DO DIA SEGUINTE

Reações: 
  O Ministério da Saúde vai dispensar a exigência de receita médica para a entrega de pílula do dia seguinte nos postos do SUS. Protocolo com a orientação deverá ser publicado em julho. Para evitar a gravidez, a pílula do dia seguinte deve ser usada no máximo até 72 horas depois da relação sexual desprotegida. Em alguns locais, a pílula já é fornecida sem exigência da receita. A pílula do dia seguinte começou a ser distribuída nos serviços de atendimento do SUS em 2005 como um método de contracepção de emergência. A ação da pílula depende do período do ciclo menstrual em que foi tomada. Quando tomada na primeira fase do ciclo, ela impede a ovulação ou a retarda de forma expressiva.  
   Documento do Ministério da Saúde informa que, quando tomada depois da ovulação, a pílula altera o transporte dos espermatozóides e modifica o muco cervical - o que impediria a fecundação.
Com informações do Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário